ISO 9001 para empresários e leigos

Tudo que um empreendedor que está considerando certificar sua empresa precisa saber sobre a norma

MAS, O QUE É UM SISTEMA DE GESTÃO?

Toda empresa tem um jeito de operar, um sistema de gestão. E não dá para dizer se esse jeito é certo ou não sem considerar o contexto.

Por exemplo, o seu João tocou uma lanchonete por 20 anos. De segunda a sexta ele estava lá e, com a ajuda de uma pequena equipe, atendia seus clientes e fornecedores com maestria. Nesse contexto, podemos dizer que sistema de gestão de seu negócio funciona.

Só que um dia ele sofre um acidente e é obrigado a deixar o comando. Em pouco tempo a lanchonete fecha.

Se o seu João tivesse deixado perto da chapa a receita dos lanches, com aquele segredinho de caramelizar o pão no forno para não deixar o lanche encharcado, os clientes não tivessem ido embora.

Se ele tivesse registrado a média de consumo de café por dia da semana, não tinha faltado pó nos dias fortes, nem sobrado nos dias fracos.

O novo administrador não sabia que um cafezinho de cortesia era o jeito mais fácil e barato de conquistar um cliente insatisfeito. Seu João sabia.

Seu João ia de hora em hora verificar a limpeza do banheiro.

Sabia escolher e treinar sua equipe.

E assim vai. Tudo estava na cabeça do seu João.

E foi embora com ele. Um caderno e uma planilha e sua lanchonete ainda estaria aberta.

Administrar com eficiência pode sim ser simples, é só usar o método adequado para cada situação.

Eu não ia falar, mas esses método tem nome: ISO 9001.

E se você acha que a ISO 9001 é só para grandes empresas você pode estar perdendo dinheiro.

PORQUE EMPRESAS COMO A PETROBRAS EXIGEM A ISO 9001 DE SEUS FORNECEDORES?

O número de empresas grandes que exige os certificados ISO tem crescido a cada ano. Você sabe por quê?

É muito simples. A Petrobras, por exemplo, exige esses certificados porque ela quer que o fornecedor…

… entregue o que foi pedido…

… sem que ninguém se machuque ….

… e sem prejudicar o meio ambiente.

É importante você saber que esses certificados não surgem do nada. Especialistas em gestão do mundo inteiro discutem os principais problemas enfrentados no seu dia a dia e definem os melhores métodos para resolvê-los. A ISO, já definiu mais de 20 mil normas que vão da padronização das roscas de parafusos até a mais avançada tecnologia espacial.

Então, para a Petrobras, o certificado indica que a empresa fornecedora tem dirigentes que conhecem os processos da empresa e se preocupam com a satisfação de seus clientes.

A empresa certificada:

  1. possui mecanismos para identificar, resolver e prevenir problemas,
  2. conta com pessoas envolvidas na melhoria de seus produtos e serviços,
  3. utiliza indicadores que permitem tomar decisões baseadas em fatos reais,
  4. e mantém um bom relacionamento com fornecedores e todas as partes interessadas.

Viu como o certificado é muito mais que um papel na parede?

E olha que legal, tornamos tudo isso acessível para pequenas, micro e nano empresas.

Temos 100% de certeza que a empresa que tem ISO pega um atalho para o sucesso, opera com mais eficiência, mais lucratividade e tem um tempo de vida muito maior.

Por isso nós celebramos o sucesso de nossos clientes, tocando um sino para a todo mundo ouvir, sempre que um cliente é certificado.

Também ficamos chateados quando um cliente desiste no meio do caminho, por isso usamos o nosso sistema de gestão da qualidade para melhorar nosso serviço e evitar que isso aconteça novamente.

Fornecer para a Petrobras não é a única razão para implementar uma norma ISO.  Continue lendo para saber mais.

O QUE É ISO 9001?

Desde que entrei no universo da qualidade, eu me sinto um pouco frustrado com as explicações sobre o que é a ISO 9001 que encontrei em blogs e no YouTube. A grande maioria dos especialistas e blogueiros se apoiam em definições técnicas para descrever o que é um Sistema de Gestão da Qualidade. Como resultado, o leigo que busca saber o que é ISO 9001 no Google, acaba encontrando coisas do tipo:

A ISO 9000 designa um grupo de normas técnicas que estabelecem um modelo de gestão da qualidade para organizações em geral, qualquer que seja o seu tipo ou dimensão. (Wikipedia)

O meu ponto é: a definição está correta, mas será que comunica os benefícios reais da ISO 9001 para quem não é da área? Adoro um desafio, e criei um vídeo explicando o que é a ISO 9001 de um jeito mais simples. Após assisti-lo me diga o que você acha, deixando um comentário?

O CONCEITO

A ISO 9001 é um sistema de gestão da qualidade, uma metodologia que garante a sua capacidade em fornecer de forma coerente e repetitiva produtos ou serviços que atendam as exigências do seu cliente.

A ISO 9001 é o sistema de gestão da qualidade mais conhecido no mundo. Mais de 1 milhão e 200 mil empresas adotaram o sistema para melhorar a performance de seus negócios e garantir a consistência dos serviços prestados.

PARA QUE SERVE A ISO 9001?

A ISO 9001 serve para melhorar a eficiência de todos os processos que impactam a satisfação do cliente, entre eles:

  • Alta taxa de desperdício e retrabalho
  • Alto Índice de Reclamação de Clientes
  • Baixa produtividade
  • Alto custo de operação
  • Turnover alto
  • Falta de cumprimento de prazos
  • Clima Organizacional Baixo
  • Comunicação Interna falha
  • Grande índice de perdas de matéria-prima e produto final
  • Alto índice de devolução de produtos
  • Falta de sistemática para gestão de mudanças
  • Falta de fluxo de processos internos
  • Desorganização em compras e controle de fornecedores
  • Falta de controle de manutenção de equipamentos
  • Falta de indicadores de desempenho

A EVOLUÇÃO DA ISO 9001 (AS REVISÕES)

Antes da sua versão publicada em 2000 a ISO 9001 realmente era difícil de implementar e demandava muito esforço das empresas. Mas hoje essa associação não condiz com a realidade. Em 2000, a norma foi revista e muita coisa melhorou. Ela ficou mais fácil de ser interpretada e incorporada pelas empresas e também foi adaptada para facilitar sua aplicação à todos os setores do mercado. Em 2008, pequenos ajustes foram feitos para tornar alguns requisitos mais caros.

Em 2008, pequenos ajustes foram feitos para tornar alguns requisitos mais caros. Ao todo foram feitas 29 intervenções, como substituições de palavras, inclusão de textos e definições e algumas mudanças para melhorar a interação com a ISO 14001.

Com a revisão o cliente deixou de ser um fator externo à organização e tornou-se o centro da empresa. Tudo passou a ser realizado para atender às especificações exigidas por ele em um processo de melhoria constante. Assim, a ISO 9001 perdeu a sua característica burocrática e tornou-se dinâmica, fazendo parte atuante da vida da empresa.

A nova revisão, publicada em 2015, simplificou ainda mais a implementação.

O que não mudou foi o propósito principal de um sistema de gestão: desenvolver e manter um portfólio de serviços que permitem às empresas melhorar seu desempenho e se beneficiar com a implementação.

A REVISÃO DA NORMA EM 2015

Diferente da revisão 2008, em que pequenas mudanças foram feitas, a revisão da ISO 9001:2015 apresenta mudanças significativas.

Um dos principais objetivos da revisão é melhorar o alinhamento do sistema de gestão da qualidade com a estratégia e os objetivos do negócio.

Por exemplo, na nova versão será necessário analisar o contexto da organização para encontrar os fatores internos e externos que podem impactar no negócio. Pode ser necessário considerar o cenário econômico, social e cultural em que sua empresa atua, além de verificar a legislação vigente. É claro que a profundidade dessa análise vai variar de acordo com o tamanho e a complexidade de cada negócio.

Para garantir esse alinhamento do sistema com as estratégias de negócio da empresa, a revisão exige mais envolvimento da liderança. Espera-se que a alta direção se envolva na integração dos requisitos da norma com os processos da empresa. Espera-se também que a liderança promova a importância da abordagem por processos e dê suporte aos seus gerentes para eles façam o mesmo em suas áreas.

Uma outra questão muito importante é administração do risco, que já estava presente na norma desde 2000, e agora ganhou ênfase. A versão atual dita que organização deve identificar não conformidades potenciais antes delas acontecerem. A nova versão indica que temos que fazer a gestão dos riscos que podem impactar o resultado dos nossos processos (e não somente de possíveis não conformidades). A intenção é fortalecer pensamento baseado em risco, modernizando o gerenciamento do SGQ.

Quero chamar a sua atenção para a estrutura de alto nível, que agora começa a valer para todas as normas de sistemas de gestão que passarem por novas revisões, que nada mais é do que a unificação de tudo que é comum em diversas normas de sistemas de gestão. O anexo foi criado para facilitar e baratear a integração com outros sistemas como a ISO 14001.

IMPLEMENTAÇÃO

Para implementar a ISO 9001 você precisa conhecer os requisitos da norma e entender como eles se aplicam em seu negócio. Fazer isso sem ajuda especializada é possível mas pode levar muito mais tempo e acabar saindo mais caro do que contratar uma consultoria.

O QUE É PRECISO PARA COMEÇAR A IMPLEMENTAÇÃO?

  • CNPJ válido
  • Uma pessoa para responder pela condução do processo de implementação
    O RD é uma pessoa dentro da organização que vai assegurar a implementação e a manutenção dos processos do SGQ (Sistema de Gestão da Qualidade). É ele quem informa o desempenho da implementação e as necessidades de melhoria para à direção e interage com os departamentos e com a consultoria. Ele também promove a conscientização sobre os requisitos do cliente.
  • Envolvimento da liderança
    Na nossa experiência o maior problema na implementação de qualquer sistema de gestão é a falta ou o falso comprometimento da liderança da empresa. Quando o líder quer o certificado mas não se envolve na implementação, a aderência ao sistema de gestão é comprometida e seus benefícios não são aproveitados. Para saber mais assista ao vídeo: O papel da liderança na ISO 9001:2015.

FORMAS DE IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA DE GESTÃO

Há basicamente 4 formas de implementar a ISO 9001:

  1. Sozinho
  2. Consultoria compartilhada
  3. Consultoria presencial
  4. Consultoria Online

Cada forma tem suas vantagens e desvantagens:

Sozinho é possível, mas incerto

Se você não está familiarizado com sistemas de gestão, será muito difícil implementar a ISO 9001 sozinho. Durante a implantação você terá que elaborar procedimentos, mapear processos, verificar a documentação necessária, elaborar documentos de controle e gerenciar registros, além de ler e interpretar a norma em si. Sem experiência, a chance de fracasso na auditoria é muito grande.

Se quiser comprar a norma clique aqui

Prós:

Se você tiver a sorte de ter na sua equipe uma pessoa com experiência prática em ISO 9001, você poderá implementar com custo baixo.

Contras:

Sem experiência, a implementação pode demorar mais do que o estimado, e como tempo é dinheiro, pode sair mais caro do que contratar uma consultoria. Se pensa em contratar este profissional, o salário médio de mercado varia de R$ 2.200 a R$ 3.000. Com encargos e benefícios o custo total mensal será de R$ 4.400 a R$ 6.000.

Consultoria compartilhada

A consultoria compartilhada é uma forma barata de implementar um Sistema de Gestão pois parte do princípio que o custo de um consultor será compartilhado por várias empresas. Antes de contratar avalie o tamanho e complexidade do seu negócio e a sua necessidade de certificação. Afinal, a certificação é a mesma para todas as empresas, a forma de implementação não é.

Prós:

Investimento baixo.

Contras:

É provável que você tenha que se afastar de sua empresa de tempos em tempos para se reunir com as empresas compartilhadas e receber instruções do consultor.

A velocidade de implementação é limitada e o envolvimento do consultor fica comprometido.

Consultoria presencial

A forma tradicional de consultoria é geralmente mais cara. O contratante não paga apenas o conhecimento do consultor. Ele paga o deslocamento, a hospedagem e o todo tempo que o consultor passa em trânsito. Ao contrário do que muitos pensam, a presença do consultor na empresa não diminui o trabalho do contratante.

Prós:

Personalização.

Contras:

Investimento alto. A presença do consultor não diminui o trabalho do contratante.

Corre-se o grande risco do conhecimento ficar com o consultor e não com a empresa.

Pouca flexibilidade, você e seus funcionários terão que parar para dar atenção ao consultor no dia da visita.

Suporte limitado aos dias de visita.

Consultoria Online Templum

A Templum criou um jeito novo de fazer consultoria, usando tecnologia para transferir conhecimento, aproximar o cliente do especialista e, ao mesmo tempo, eliminar os custos com transporte e hospedagem de consultores.

Tudo foi planejado, dividido em fases, para que você dedique apenas 1 hora do seu dia na implementação. Especialistas disponíveis via chat, chamado, email e site solucionam qualquer problema que você venha a ter. No final da implementação nós realizamos uma pré-auditoria para garantir que a sua certificação aconteça sem problemas. É por isso que é possível garantir a certificação de todos os clientes.

Contratando a Templum você tem acesso ilimitado ao conhecimento de profissionais com mais de 20 anos de experiência. Lembre-se: tempo é dinheiro. Sem o suporte ideal para sua empresa você pode acabar gastando muito mais.

O QUE VOCÊ PRECISA SABER ANTES DE PEDIR UM ORÇAMENTO PARA IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

Um procedimento de compra muito comum em empresas é a solicitação de 3 ou mais orçamentos de fornecedores diferentes. O comprador define os atributos do produto que ele precisa e compara o preço dos diferentes fornecedores. Isso pode funcionar bem na compra de produtos e suprimentos, mas ao escolher uma empresa de consultoria essa prática pode ser prejudicial ao negócio.

A melhor consultoria é aquela que entende o seus objetivos, elabora uma estratégia de implementação e cumpre os prazos definidos. Antes de bater o martelo veja como o seu dinheiro pode ir embora:

Tempo é dinheiro

Não existe um prazo padrão para se implementar um Sistema de Gestão. Cada empresa tem uma necessidade e a implementação deve respeitar o ritmo da empresa. O que não pode acontecer, mas acontece com frequência, é a empresa ter custos não previstos com atrasos no cronograma. Isso é muito comum na consultoria presencial. O consultor pode até não cobrar as horas técnicas, mas certamente irá cobrar os custos com deslocamento e hospedagem.

O custo de oportunidade

Além dos custos não previstos, os atrasos impedem a empresa de colher os benefícios da implementação. Enquanto o Sistema de Gestão não estiver em operação você continuará a ter despesas ocultas com erros e retrabalho. O quanto antes você começar a otimizar seus processos melhor.

O custo da falta de habilidade gerencial

Na verdade a norma que define o Sistema de Gestão é ã um conjunto de sugestões. É a empresa que determina como as coisas devem ser feitas, e não a norma. Sem habilidade gerencial ou a orientação de alguém experiente é comum a definição de objetivos, metas e indicadores que não trazem resultados. O parceiro ideal é aquele que o ajuda a entender o seu negócio e a fazer as melhores escolhas para a sua realidade. Pense nisso ao considerar as opções mais baratas como cursos, consultoria compartilhada ou métodos faça você mesmo.

Velocidade limitada

Ao optar pela consultoria compartilhada a velocidade de implementação é limitada. O grupo evolui junto e não há opção de avançar na implementação, mesmo que você tenha condições e recursos para isso.

A presença do consultor não diminui o trabalho

Na consultoria presencial o consultor vai até a sua empresa para falar o que você precisa fazer. No final da seção você corre o risco de receber uma lição de casa. Quem coloca a mão na massa é você, não se iluda.

10 DICAS PARA IMPLEMENTAR A ISO 9001 COM TRANQUILIDADE

  1. Conquiste o apoio da gerência e do pessoal mais velho de casa
  2. Aumente o engajamento do pessoal com ações de comunicação interna
  3. Compare o sua gestão da qualidade atual com a ISO 9001
  4. Pesquise a satisfação de seus clientes e fornecedores com a sua gestão da qualidade atual
  5. Estabeleça um time responsável pela implementação para obter melhores resultados
  6. Faça e compartilhe um mapa com papéis, responsabilidades e prazos
  7. Adapte e incorpore os princípios da qualidade da ISO 9001 em seu negócio
  8. Incentive seu pessoal com treinamentos e ações de endomarketing
  9. Compartilhe seu conhecimento sobre a ISO 9001 e encoraje sua equipe a formar auditores internos
  10. Reveja sempre o seu SGQ para garantir a melhoria contínua
Certificação ISO 9001 :2015

CERTIFICAÇÃO

A certificação comprova o comprometimento com a qualidade e o respeito às melhores práticas empresariais do seu segmento. O certificado, que é reconhecido internacionalmente, funciona como uma ótima ferramenta de marketing.

Qual a diferença entre implementação e certificação?

Implementação e certificação são duas etapas diferentes do Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ), que buscam o mesmo objetivo: a obtenção da qualidade total.  A implementação é a adequação dos processos da empresa necessárias para se obter a certificação ISO 9001. Após a implementação, a empresa deve contratar um organismo certificador independente, que realizará auditorias para verificar se a implementação está condizente com a norma.

Quem implementa a ISO 9001 pode auditar?

Não, é muito importante evitar o conflito de interesses e garantir que tanto o organismo certificador quanto os auditores responsáveis pela auditoria de certificação não tiveram qualquer tipo de envolvimento com a empresa durante a implementação.

A Templum pode certificar minha empresa?

A Templum Consultoria não é um organismo certificador. Optamos por nos especializar na consultoria para implementação de Sistemas de Gestão, deixando a validação dos Sistemas implementados a cargo de certificadoras renomadas.

Como funciona a auditoria de certificação ISO 9001

Normalmente esta auditoria acontece em duas etapas. Na primeira etapa o auditor verifica:

  • se a documentação elaborada atende os requisitos da norma ISO 9001;
  • se não existe nenhum item não contemplado em sua documentação;
  • possíveis ajustes necessários.

Essa auditoria pode ser realizada em sua empresa ou não. Você pode enviar os documentos que são analisados no escritório da certificadora, sem a visita presencial. Estando tudo ok a sua empresa passa para a segunda etapa, também conhecida como auditoria de conformidade.

Na segunda etapa, o auditor verifica a execução de todos os processos da empresa e os registros que garantem que a empresa está executando as atividades em conformidade com os documentos elaborados. Essa auditoria é presencial e o resultado dela é a emissão ou não do certificado ou da manutenção do certificado.

Quando o resultado da segunda etapa não é satisfatório é agendada uma auditoria de Follow-up em até 03 meses para que o auditor possa verificar a implementação das ações e então emitir o resultado oficial.

Dica: aproveite a experiência do auditor nas duas etapas para melhorar seu sistema de gestão da qualidade.

Na etapa final, os responsáveis pelos processos são entrevistados pelo auditor, em busca de conformidades do sistema implementado e a Norma ISO 9001. Se os requisitos estiverem consistentes o auditor recomendará a certificação da empresa. Missão cumprida.

MANUTENÇÃO & RECERTIFICAÇÃO

A manutenção do Sistema de Gestão da Qualidade é uma tarefa que exige muita dedicação. No entanto, quanto mais você se dedicar, mais você vai colher. Tudo ficará mais fácil se você:

  • elaborar um calendário contendo todas as ações do SGQ que precisam ser realizadas e a periodicidade de cada ação;
  • acompanhar mensalmente todos os indicadores da qualidade;
  • fazer reuniões periódicas a fim de encontrar possibilidades de melhorias nos processos da empresa;
  • realizar auditorias periódicas;
  • realizar as reuniões de análise crítica periodicamente.

O mais importante mesmo é incorporar a cultura da qualidade na rotina de todos da organização. Assim, todo o esforço e investimento realizado será recompensado.

Após 3 meses de certificação: promova um encontro com os colaboradores.

Pode ser, por exemplo, um café da manhã ou um café da tarde. Relembre o caminho que percorreram para chegar à tão sonhada certificação. Agradeça-os e os incentive a terem ideias para melhorar cada vez mais o sistema. Reafirme o compromisso com a política da empresa, destacando 3 pontos positivos do primeiro trimestre e apontando o que precisa ser trabalhado no próximo período.

Após 6 meses de certificação: Planeje a auditoria interna.

Defina e capacite a equipe de auditoria. Neste momento é muito comum contratar uma consultoria para capacitar o pessoal ou conduzir a auditoria. Prepare-se para realizar uma auditoria rigorosa, mas baseada em evidências. Lembre-se de apresentar a todos o resultado da auditoria, sem apontar culpados. Envolva os responsáveis para que eles promovam as ações de maneira eficaz. Monitore até que tudo seja implementado.

Após 9 meses de certificação: Promova ciclos de treinamentos.

Faça outro café da manhã (ou da tarde) para conversar sobre a política, os objetivos e razão de se manter a certificação. Treine cada colaborador para executar as atividades de acordo com a proposta estabelecida nos procedimentos e apresente a evolução dos indicadores de cada processo. Se você contratou novos profissionais, dê a eles de um pouco mais de atenção.

Após 12 meses de certificação: auditoria de manutenção

A equipe de auditoria deve estar afiada para realizar a auditoria de manutenção. Com base no resultado da última auditoria realize uma operação “pente fino” para garantir que tudo esteja em plena conformidade. Verifique tudo com atenção sem se esquecer de itens como análise crítica, organização dos documentos e pastas de procedimentos.

O papel do RD neste momento é fundamental. Ele (ou ela) deve estar motivado e em busca da melhoria contínua para que o sucesso deste ciclo traga bons resultados. É importante também que a direção esteja presente e demonstre seu interesse por todas as atividades propostas.

RECERTIFICAÇÃO

Obter a recertificação significa o amadurecimento completo do sistema de gestão da qualidade e garante que o trabalho seja pautado pelas melhores práticas empresariais, gerando eficiência e aumentando a eficácia a todos os processos que fazem parte da sua rotina de trabalho.

Está com dificuldades para extrair o máximo do seu Sistema de Gestão da qualidade? Fale com a gente.

Quanto tempo vale a certificação?

A certificação possui validade de 3 anos. Após esse período a empresa passará por uma nova auditoria de certificação (recertificação) para verificar a evolução do Sistema de Gestão da Qualidade e quais foram as melhorias realizadas nesse período. E é nesse momento que muitas empresas perdem o certificado.

O que acontece se eu perder o certificado?

A perda da certificação gera uma série de pontos negativos para empresa:

  • Possível perda de contratos;
  • Alto custo para retomar a certificação;
  • Perda do investimento realizado para implementação;
  • Depreciação da imagem da empresa perante clientes e fornecedores.

FAQ ISO 9001

O que é um sistema de gestão da qualidade?

Um sistema é um conjunto de elementos interconectados, que formam um todo organizado. Neste contexto, a ISO 9001 é uma série de técnicas administrativas para ajudar o gestor a enxergar os vários processos que acontecem dentro da empresa, entender como eles se relacionam e encontrar formas de aumentar a sua eficiência e garantir que o cliente receba o que pediu. Assim, a ISO 9001 indica que a empresa está capacitada para atender à demanda por bens ou serviços, de forma consistente e repetitiva.

Qual a melhor hora para se implementar a ISO 9001?

A melhor hora para implementar a ISO 9001 é quando o negócio é pequeno. Ao contrário do que muitos empresários ainda pensam, quando a empresa é pequena a  implementação é mais ágil e barata. Além disso, empresa que incorpora a cultura da qualidade desde pequena cresce de forma mais organizada, consistente e lucrativa. Lembre-se um sistema de gestão da qualidade existe para melhorar seu desempenho e fazer você se beneficiar com a implementação.

Implementação e certificação são a mesma coisa?

Implementação e certificação são duas etapas diferentes do Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ), que buscam o mesmo objetivo: a obtenção da qualidade total.  A implementação é a adequação dos processos da empresa necessários para se obter a certificação ISO 9001. Após a implementação, a empresa deve contratar um organismo certificador independente, que realizará auditorias para verificar se a implementação está condizente com a norma.

Como sei que a ISO 9001 irá melhorar a minha empresa?

A ISO 9001 possibilita às empresas mensurar, monitorar e verificar a consistência de seus processos. Tudo o que é feito é planejado, implementado, avaliado e corrigido de forma contínua, em um ciclo que nunca para. Cada ciclo é uma oportunidade de aumentar a eficiência do processo, mantendo a empresa em um processo de melhoria contínua.

Na prática você irá:

  • definir o que precisa ser controlado e a forma como os processos e departamentos interagem;
  • preparar as pessoas para fazer tudo da melhor forma,
  • verificar a performance através de auditorias e
  • contar com um sistema eficiente de correção de não conformidades.

Quais são os pré-requisitos da ISO 9001?

Para conquistar o certificado a empresa precisa:

  • possuir um CNPJ;
  • cumprir a legislação pertinente ao negócio;
  • implementar seis procedimentos obrigatórios;
    • Controle de Documentos
    • Controle de Registros
    • Auditoria Interna
    • Controle de Produto Não Conforme
    • Ação Corretiva
    • Ação Preventiva
  • implementar o manual, política e objetivos da qualidade;
  • mapear seus processos e suas interações.

A ISO 9001 pode ser implementada em organizações públicas ou do terceiro setor?

Sim, além de todos os ganhos que qualquer organização certificada já colhe, a certificação ISO 9001 em organizações públicas padroniza os processos, reduz o número de documentos extraviados e agiliza o andamento dos processos. Para os funcionários, ter o trabalho reconhecido pela população e ver o trabalho render de forma eficiente traz motivação ao dia a dia.

Você sabia?

  • O Tribunal de Contas do Município de São Paulo (TCMSP) foi o primeiro órgão público a obter a certificação ISO 9001, em 1996.
  • Gramado (RS) foi a primeira Prefeitura do Brasil a conquistar a certificação, em 2008.
  • Até delegacias de polícia já conquistaram a certificação ISO 9001, como é o caso da Delegacia Seccional de Política de Avaré (SP).

Quando a auditoria interna deve ser realizada?

A auditoria interna é realizada assim que a organização tiver implementado toda a documentação necessária e os requisitos obrigatórios da norma sejam evidenciados.

Qual é o papel do auditor no dia da auditoria?

A tarefa do auditor é comprovar que o Sistema de Gestão da Qualidade foi implementado e está funcionando, além de  verificar se a organização está cumprindo todos os requisitos obrigatórios da norma e se todos estão devidamente comprometidos.

Minha empresa tem de estar limpa e organizada para a auditoria da ISO 9001?

A norma orienta que a organização determine e mantenha o ambiente de trabalho necessário para alcançar a conformidade com os requisitos dos produtos/serviços. Dependendo do produto/serviço, alguns aspectos devem ser considerados como: umidade, iluminação, limpeza, higiene etc.

Quanto tempo dura todo o processo até a certificação?

O prazo mundial entre implementação e certificação de micro, pequenas e médias empresas é de 12 meses. Este prazo pode variar de acordo com o empenho de cada organização e o envolvimento de TODOS é muito importante neste processo.

Quais procedimentos preciso ter para implementar a ISO 9001?

Para implementar o Sistema de Gestão da Qualidade são necessários 6 procedimentos obrigatórios: controle de documentos, controle de registros, ação corretiva, ação preventiva, auditoria interna, produtos não – conforme e o manual da qualidade. Ressaltamos que a política e os objetivos da qualidade, e o escopo da organização são fundamentais.

Estou abrindo uma empresa, posso implementar e certificar a ISO9001?

Sim, você pode aproveitar esta oportunidade para criar seus procedimentos e processos nos padrões da ISO 9001. É importante se preocupar com a geração das evidências necessárias para a realização da auditoria de certificação, pois trata-se de um processo novo, sem histórico.

Quantos colaboradores preciso ter na minha empresa, para a implementação da ISO 9001?

Não há uma quantidade mínima de colaboradores para a certificação, uma empresa com apenas 1 colaborador pode implementar e ser certificada.

O que é uma auditoria de Manutenção?

São auditorias realizadas pelo menos uma vez por ano,  com o objetivo de monitorar a implementação contínua do Sistema de Gestão da Qualidade.

Qual o papel do auditor?

Identificar, anotar, comunicar, analisar criticamente a eficácia do SGQ e preparar a RNC (Relatório de Não Conformidade).

Write a response … Close responses

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You might also like