Invista em você

Se você não investir em você, ninguém vai fazer.

E pode trocar a palavra investir por confiar, acreditar, se comprometer… vai funcionar da mesma forma.

Eu sugiro que você comece com a palavra investir porque é algo que gera motivação, algo que você entende de cara que haverá um retorno lá na frente.

As dúvidas mais comuns são: o que investir e como investir.

Você vai começar investindo tempo. Pelo menos 5 minutos do seu dia.

Analise sua agenda e encontre um período para ficar com você.

Escolha um horário que você pode ficar sozinha e coloque um alarme no celular (pelo menos de segunda a sexta).

Eu recomendo que você compre um caderno pequeno ou um bloco, fácil de transportar para registrar seus insights.

Nas próximas dicas eu vou sugerir formas de aproveitar esse tempo para criar avanços para sua carreira ou uma vida mais plena.

Sua primeira tarefa é encontrar esse espaço na sua agenda e registrar as razões que a sua mente vai te dar para não fazer. E ela é boa nisso (falo por experiência própria).

Se por acaso eu demorar para passar as próximas instruções, use esse período para ficar sentado de olhos fechados. Registre quanto tempo você consegue ficar na sua própria companhia.

Apenas registre, sem culpa ou vergonha. No começo eu não conseguia ficar nem 1 minuto.

Recapitulando: pelo menos 5 minutos, todos os dias, preferencialmente no mesmo local. Registre o que emergir, sem julgar.

Bem-vindo à bordo.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *